╚»♥De tudo um pouco!♥«╝

Pages

sexta-feira, agosto 13, 2010


Raiva: proteja seu bicho da doença

Olá amigas.... depois de ter sumido por um tempo aqui do blog, eis que estou de volta com muitas saudades das minhas amigas blogueiras!
Alguém certamente já deve ter ouvido alguém dizer que ''agosto é mês do cachorro louco''. Embora a expressão pareça uma brincadeira, como a maioria dos ditos populares, esse também se baseia em um fato verdadeiro: este é o mês em que aumentam os casos de raiva, principalmente entre os cachorros. ''Nesta época, há mais cadelas no cio. Na disputa por elas, os machos brigam, aumentando a transmissão''.

A doença, que não tem cura, pode ser transmitida pela saliva de animais infectados e pode causar até a morte. Confira abaixo as dicas do Dr. Marcos Fernandes para se proteger (e também seus animais) da raiva.
O que é a raiva?
É uma doença infectocontagiosa provocada por um vírus, também conhecida pelo nome de hidrofobia, que causa a morte do animal contaminado.

Que animais podem contrair raiva? Os mamíferos, ou seja, qualquer animal que mama (cães, gatos, vacas, cavalos, morcegos, etc.) - inclusive o ser humano.

Como a raiva é transmitida?
Através do contato com a saliva contaminada. A maioria dos casos acontece por meio de mordidas de animais com raiva.

Quais os sintomas da raiva?
Medo ou aversão à água, salivação excessiva e distúrbios neurológicos como convulsões, tonturas, dificuldade para caminhar e falta de coordenação motora. Os sintomas são os mesmos para bichos e pessoas.

Existe tratamento para raiva?
A raiva não tem tratamento. Quando o diagnóstico é confirmado, o cão ou gato infectado precisa ser sacrificado, no próprio consultório veterinário.

A raiva pode matar seres humanos também?
Há relatos de pessoas que sobreviveram à doença, mas tiveram sequelas. Felizmente, o último caso confirmado de raiva no Brasil aconteceu há mais de dez anos.

O que fazer se for mordida ou arranhada por um animal suspeito de ter raiva?
A primeira coisa é procurar um hospital para avaliação médica. Se o médico entender que há probabilidade do paciente ter contraído raiva, ele fará um curativo e aplicará o soro antirrábico (que é a garantia contra a raiva). Antigamente, o paciente levava 20 injeções na barriga - hoje, é só uma.

E o dono do animal?
Ele deve levar o gato ou cachorro ao veterinário para confirmar ou não o diagnóstico de raiva. Se o cão tomou a vacina antirrábica, é praticamente nula a possibilidade de o indivíduo ou animal atacado contrair raiva.

Como protejo meu bicho de estimação da raiva?
Com vacina antirrábica, que deve ser reaplicada todo ano e é oferecida de graça nos Centros de Controle de Zoonoses. No veterinário, a aplicação custa entre R$ 20 e R$ 40. Além disso, impeça o acesso do animal à rua, especialmente em agosto.
 
5

5 mil comentários:

Carol ♥ disse...

Olá, venho convidar vc a participar do meu novo blog, http://garotadecristal-bycarol.blogspot.com/
Grande beijo :*

Juhjuh disse...

Oi Ju!
quanto tempo
beijocas

Luiza disse...

Super boa a postagem, muito importante todos serem informados.Eu tenho um gato de estimação e me preocupo muito com ele.

Bj

Lívia disse...

Adorei as informações que vc postou! Muita coisa ali eu desconhecia!

super bjo

Carol Goelzer disse...

Ju, acabei de convidar vc para um blog e agora te convido para o VERDADEIRO blog ^^ http://carolgoelzer.blogspot.com/

Beijo e desculpa a confusão :*